• Anestésico Lidocaína 2% Lidostesim AD
Anestésico Lidocaína 2% Lidostesim AD

Anestésico Lidocaína 2% Lidostesim AD

Embalagem com 50 tubetes de plástico com 1,8ml cada. Cloridrato de Lidocaína com Hemitartarato de epinefrina.

DLA

Código do produto: 5613

Quantidade:

Calcule frete e prazo

Não sei o meu CEP

Apresentação:

Cloridrato de Lidocaina 2% com Epinefrina 1:100.000 

Indicação:

Anestesia local de infiltração e bloqueio nervoso regional em procedimentos.

  1. Qual diferencial do Lidostesim® AD?  

Formulação otimizada, a Lidocaína é considerada o anestésico padrão ouro e a epinefrina é mais estável quando  comparada a outros vasoconstritores, apresentando alta potência e sendo o vasoconstritor mais utilizado na  Odontologia.

Além disso a nova formulação é livre de metilparabeno, o que torna A DLA Pharma o único fabricante de anestésico,  em tubete de plástico, sem este conservante no Brasil. 

  1. Por que a fórmula mudou? 

A DLA sempre está trabalhando para melhorar seus produtos. Com o avanço das tecnologias farmacêuticas, processo  moderno e instalações mais tecnológicas permitiram que a formulação fosse melhorada. 

  1. Por que mudou o vasoconstritor?  

Objetivo de qualidade através de melhoria contínua. A epinefrina promove: 

  • Excelente hemostasia (contenção de hemorragia) 
  • Como é mais potente que outros vasoconstritores adrenérgicos, pode ser usado mais diluído (1:100.000),  sendo mais seguro ao paciente. 
  1. O que impacta ser livre de metilparabeno?  

O metilparabeno é um conservante amplamente utilizado na indústria, desde alimentícia até farmacêutica. Alguns  pacientes podem desenvolver alergia a esse conservante.  

Com os avanços implementados é garantida a estabilidade, qualidade e eficácia do produto sem a necessidade deste  conservante.  

  1. A DLA possui outros produtos com epinefrina e livre de metilparabeno? 

Sim, o Mepivalem® AD (Cloridrato de Mepivacaína a 20 mg/ml com epinefrina a 0,01mg/ml).

  1. Pessoas alérgicas a sulfitos não podem tomar quais anestésicos? 

Anestésicos que contém vasoconstritores adrenérgicos, como a epinefrina, norepinefrina ou fenilefrina. No caso da  linha da DLA seria recomendado o uso de Mepivalem® 3% SV para essas pessoas. 

  1. Como sei que o paciente tem alergia aos sulfitos? 

Através de uma anamnese. Existem alimentos que tem sulfitos na formulação como: geleias, salgadinhos, molhos e  frutas secas. Em bebidas como: vinho, sucos, chás e cervejas. Sulfitos também são utilizados na conservação de peixes  e frutos do mar. Caso a pessoa não possa consumir tais alimentos ela pode ter alergia a esse conservante. 

  1. O Lidostesim® AD é mais fraco que o Lidostesim® 3%? 

A concentração de 2%, já é conhecida como eficaz na literatura, amplamente difundida e utilizada mundialmente,  apresentando a mesma eficácia que a 3%. 

  1. Caso o dentista prefira o anestésico Lidocaína com Fenilefrina 1:2.500, quais argumentos posso usar? 

Os estudos demonstram que a fenilefrina tem apenas 5% da potência da epinefrina, ou seja, para ter o mesmo efeito  anestésico, ela precisa estar bem mais concentrada na formulação. Aumentando as possibilidades de reações  adversas. 

  1. Por que o Lidostesim® 2% e Lidostesim® 3% foram descontinuados? 

A prioridade da DLA é oferecer os melhores produtos, dentro dos mais altos padrões de qualidade e segurança. Sendo  assim, optamos por manter somente o Lidostesim® AD em nosso portfólio, pois é uma fórmula mais moderna e a  melhor opção aos consumidores, oferecendo a mesma efetividade dos anteriores. 

  1. Quando usar Mepivalem® AD e quando usar Lidostesim® AD? 

Basicamente pode-se usar ambos para as mesmas indicações. Entretanto, o Mepivalem® AD tem o início de ação mais  rápido e a duração da anestesia tende a ser um pouco mais prolongada, devido ao maior poder vasoconstrictor da  mepivacaína.